Instalação do Composer – Gestor de dependências

O Composer é uma ferramenta para gestão de dependências para o PHP que tem ganho adeptos a um ritmo alucinante e tem-se tornado cada vez mais indispensável. Com algumas poucas linhas de configurações podes definir todas as bibliotecas de terceiros ou mesmo que desejas/precisas utilizar em teu projeto, o Composer encarrega-se de fazer o download e criar um autoloader deixando-as prontas para utilizares.

Se estás a ponderar começar a usar frameworks, então vais habituar-te a usar o Composer muitas vezes.

Antes de mais tens de entender o que são dependências, numa framework existem uma serie de lib’s (bibliotecas de código) que contem ferramentas e camadas de abstração que vais usar para aumentar a segurança, a velocidade de desenvolvimento, melhorar a manutenção e tornar o teu código mais “clean”.

Para teres uma ideia de como vais usar o Composer no teu desenvolvimento Laravel, pensa que atualmente as frameworks web crescem muito rápido, e as suas bibliotecas aos poucos acabam por ficar pesadas e com atualizações frequentes. Gerir a atualização de todas essas diversas bibliotecas seria de loucos, e a pensar na tua preguiça o Composer encarrega-se de tudo isso.

Vamos então por mãos à obra e instalar o Composer. Aqui mostro-te como é feito para máquinas com sistema operativo Windows 10, mas se não for o teu caso, não te preocupes, no site https://getcomposer.org/doc/00-intro.md tens a forma de instalação para outros sistemas operativos.

 

Instalação Composer

Começa por fazer o download do executável https://getcomposer.org/Composer-Setup.exe

Clica no executável.

Figura 1 – Primeira janela do Composer

De seguida seleciona a diretoria onde pretendes instalar, sugiro que mantenhas a que está por defeito.

Figura 2 – Segunda Janela Composer

 

Chega a altura de escolher o ficheiro de PHP, em principio deves ter uma opção por defeito, isto se estiver tudo bem com o teu XAMPP.

 

Figura 3 – Terceira Janela Composer

 

No nosso caso não vamos usar proxy para ligar à internet, no entanto se estiveres a instalar em servidores de um domínio que tenhas um proxy na rede, configura aqui, será importante para poderes fazer o download de todos os pacotes corretamente.

 

Figura 4 – Quarta Janela Composer

 

A última janela é um resumo de toda a configuração que acabaste de criar.

 

Figura 5 – Quinta Janela Composer

Por fim, vamos instalar. No final vais ter uma janela como a que mostro abaixo, isto informa que a instalação foi concluída com sucesso e que tudo o que precisas para começar a trabalhar está no sitio correto e que as variáveis de ambiente foram criadas.

 

Figura 6 – Sexta Janela Composer

 

E claro por fim tens a janela final para encerrar o instalador.

 

Figura 7 – Setima Janela Composer

 

Para testar se tudo está corretamente funcional, basta abrir uma linha de comandos e correr o comando COMPOSER -V, o resultado é a versão do Composer que está instalada.

 

Figura 8 – Teste de instalação do composer e ver a versão instalada

Desta forma com este teste, tens também a certeza que vais poder correr comandos Composer, isto porque o teu sistema operativo já reconheceu o próprio comando de composer -V.

You must be logged in to post a comment